Aprovada urgência para projeto que cria a Política Nacional de Educação Digital

Najara Araujo/Câmara dos Deputados
Deputada Angela Amin, autora do projeto

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (28) o regime de urgência para o Projeto de Lei 4513/20, da deputada Angela Amin (PP-SC), que institui a Política Nacional de Educação Digital. A proposta poderá ser votada nas próximas sessões do Plenário.

Segundo o projeto, essa política nacional terá como eixos:
– a inclusão digital, com a previsão de estratégias formais e não formais que alcancem a todas as camadas da população;
– a educação digital propriamente dita, voltada para o desenvolvimento de competências e habilidades, com uso de tecnologias, no ambiente escolar;
– a qualificação digital, compreendida como a oferta de oportunidades formativas que possibilitem à população o desenvolvimento das competências e habilidades em nível mais avançado;
– a especialização digital, com objetivo de formação de profissionais com desenvolvimento ainda mais sofisticado dessas competências e habilidades; e
– a pesquisa digital, com o objetivo de promover a utilização dessas tecnologias em grupos de pesquisa nacionais e a inserção deles no cenário internacional.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Najara Araujo/Câmara dos Deputados Deputada Angela Amin, autora do projeto

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (28) o regime de urgência para o Projeto de Lei 4513/20, da deputada Angela Amin (PP-SC), que institui a Política Nacional de Educação Digital. A proposta poderá ser votada nas próximas sessões do Plenário.

Segundo o projeto, essa política nacional terá como eixos:
– a inclusão digital, com a previsão de estratégias formais e não formais que alcancem a todas as camadas da população;
– a educação digital propriamente dita, voltada para o desenvolvimento de competências e habilidades, com uso de tecnologias, no ambiente escolar;
– a qualificação digital, compreendida como a oferta de oportunidades formativas que possibilitem à população o desenvolvimento das competências e habilidades em nível mais avançado;
– a especialização digital, com objetivo de formação de profissionais com desenvolvimento ainda mais sofisticado dessas competências e habilidades; e
– a pesquisa digital, com o objetivo de promover a utilização dessas tecnologias em grupos de pesquisa nacionais e a inserção deles no cenário internacional.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Reportagem – Eduardo Piovesan
Edição – Pierre Triboli

56ª Legislatura – 3ª Sessão Legislativa Ordinária

Fonte: Agência Câmara Notícias