Comissão debate inclusão de símbolo em embalagens de alimentos livres de glúten

André Santos/Prefeitura de Uberaba-MG
Estimativas apontam que o Brasil possui mais de dois milhões de celíacos

A Comissão de Defesa do Consumidor realiza audiência pública nesta quinta-feira (2) para debater o Projeto de Lei 2484/21, que obriga o uso do símbolo “Grão Cruzado” nos rótulos dos alimentos livres de glúten.

O debate será no plenário 8, às 9 horas, e poderá ser acompanhado de forma virtual e interativa pelo e-Democracia.

A deputada Leda Sadala (Avante-AP), que pediu o debate, lembra que o PL 2484/21, de autoria do deputado André de Paula (PSD-PE), alerta para a doença celíaca, uma das doenças genéticas mais comuns, afetando aproximadamente 1% dos indivíduos em todo o mundo. “Estima-se que no Brasil mais de dois milhões de habitantes tenham a doença e sua grande maioria ainda sem diagnostico comprovado”, disse.

Analfabetismo
Segundo ela, o autor do projeto também ressalta para o problema do analfabetismo no País, o que impede que muitos celíacos saibam sobre a presença de glúten nos alimentos, justificando o uso do símbolo Grão Cruzado nas embalagens.

“Segundo o IBGE, aproximadamente 7% da população brasileira não sabe ler. Estatisticamente, podemos considerar que aproximadamente 420 mil pessoas impactadas diretamente pela doença celíaca não sabem ler. Além da questão do analfabetismo, deve-se ressaltar a ampla faixa populacional com problemas oftalmológicos não diagnosticados”, observou a deputada.

Convidados
Confirmaram presença no debate:
– a gerente-geral de Alimentos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Thalita Antony de Souza Lima;
– o coordenador da Unidade Técnica do Conselho Federal de Nutricionistas, Juarez Calil Alexandre;
– a vice-presidente da Federação Nacional das Associações dos Celíacos do Brasil, Heloisa Bade; e
– o presidente do Movimento dos Celíacos do Brasil, Eduardo Vidal.

André Santos/Prefeitura de Uberaba-MG Estimativas apontam que o Brasil possui mais de dois milhões de celíacos

A Comissão de Defesa do Consumidor realiza audiência pública nesta quinta-feira (2) para debater o Projeto de Lei 2484/21, que obriga o uso do símbolo “Grão Cruzado” nos rótulos dos alimentos livres de glúten.

O debate será no plenário 8, às 9 horas, e poderá ser acompanhado de forma virtual e interativa pelo e-Democracia.

A deputada Leda Sadala (Avante-AP), que pediu o debate, lembra que o PL 2484/21, de autoria do deputado André de Paula (PSD-PE), alerta para a doença celíaca, uma das doenças genéticas mais comuns, afetando aproximadamente 1% dos indivíduos em todo o mundo. “Estima-se que no Brasil mais de dois milhões de habitantes tenham a doença e sua grande maioria ainda sem diagnostico comprovado”, disse.

Analfabetismo
Segundo ela, o autor do projeto também ressalta para o problema do analfabetismo no País, o que impede que muitos celíacos saibam sobre a presença de glúten nos alimentos, justificando o uso do símbolo Grão Cruzado nas embalagens.

“Segundo o IBGE, aproximadamente 7% da população brasileira não sabe ler. Estatisticamente, podemos considerar que aproximadamente 420 mil pessoas impactadas diretamente pela doença celíaca não sabem ler. Além da questão do analfabetismo, deve-se ressaltar a ampla faixa populacional com problemas oftalmológicos não diagnosticados”, observou a deputada.

Convidados
Confirmaram presença no debate:
– a gerente-geral de Alimentos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Thalita Antony de Souza Lima;
– o coordenador da Unidade Técnica do Conselho Federal de Nutricionistas, Juarez Calil Alexandre;
– a vice-presidente da Federação Nacional das Associações dos Celíacos do Brasil, Heloisa Bade; e
– o presidente do Movimento dos Celíacos do Brasil, Eduardo Vidal.

Redação – RS

56ª Legislatura – 3ª Sessão Legislativa Ordinária

Fonte: Agência Câmara Notícias