Estudo sobre o uso da modalidade de Publicação Contínua na coleção SciELO Brasil

Por Édna Timm e Samile Andréa de Souza Vanz

Imagem: CHUTTERSNAP.

A Publicação Contínua surgiu na Europa e tem como principal característica a agilidade na publicação de artigos, disponibilizados de forma individual e definitiva assim que finalizam o processo editorial. Essa modalidade acelera o processo de comunicação da ciência e é uma alternativa para os periódicos que têm dificuldade em manter a pontualidade de sua periodicidade.

A pesquisa foi realizada por Édna Timm em seu trabalho de conclusão do curso de Biblioteconomia, apresentado em maio de 2021 na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. A pesquisa foi orientada pela professora Dra. Samile Andréa de Souza Vanz e se justifica pela escassez de estudos precedentes sobre o tema. A coleta de dados foi realizada de julho de 2020 a janeiro de 2021 e foram analisados 296 periódicos de diferentes áreas indexados na coleção SciELO Brasil. Foi possível concluir que a Publicação Contínua apresenta crescimento expressivo desde seu surgimento e que há uma forte influência do SciELO sobre os periódicos nacionais.

Os resultados dessa pesquisa de caráter quali-quantitativo demostram que 52,02% dos periódicos indexados na coleção SciELO Brasil utilizam a Publicação Contínua, sendo que 77,92% desses periódicos passaram a utilizar esse formato após as recomendações do SciELO pelo uso preferencial da Publicação Contínua. A área de Ciências Biológicas apresenta maior adesão à modalidade, perfazendo 86,67%, enquanto a área de Ciências da Saúde apresenta o maior número de periódicos em Publicação Contínua, sendo 48 periódicos. Foi possível concluir que 64,94% dos periódicos em Publicação Contínua utilizam o formato de apenas um volume anual.

Fonte: Elaborado pela autora (2021).

Gráfico 1. Comparativo entre Publicação Contínua e Tradicional por área de conhecimento na coleção SciELO Brasil.

 

A pandemia da Covid-19 reitera o quanto a Publicação Contínua pode ser facilitadora para áreas que apresentam maior imediatismo de publicação. As áreas com maior adesão e maior número de periódicos em Publicação Contínua, respectivamente Ciências Biológicas e Ciências da Saúde, são fundamentais no combate e controle da pandemia, e a Publicação Contínua é uma opção para que os resultados de estudos sobre o tema possam ser divulgados de forma mais ágil.

Observando a importância do SciELO para o desenvolvimento da Publicação Contínua no Brasil, acredita-se que seja importante a expansão desse estudo para as coleções de outros países que integram a Rede SciELO, bem como o uso dessa modalidade de publicação por periódicos indexados em outras bases de dados de relevância internacional.

Referências

PACKER, A., et al. Acelerando a comunicação das pesquisas: as ações do SciELO [online]. SciELO em Perspectiva, 2016 [viewed 30 September 2021]. Available from: https://blog.scielo.org/blog/2016/03/10/acelerando-a-comunicacao-das-pesquisas-as-acoes-do-scielo/

RODRIGUES, C.M. and SANTOS, G.C. A importância e o impacto da Publicação Contínua (PC) nos periódicos eletrônicos [online]. Blog PPEC, 2019 [viewed 30 September 2021]. Available from: https://periodicos.sbu.unicamp.br/blog/index.php/2019/01/15/pc/

SOUSA, J.B.M. COVID-19 e os desafio da publicação contínua. RAC: Revista Angolana de Ciências [online]. 2020, vol. 2, no. 2, e-020200 [viewed 30 September 2021]. Available from: http://publicacoes.scientia.co.ao/ojs2/index.php/rac/article/view/99

VANZ, S.A.S. and SILVEIRA, L. Publicação continuada: algumas reflexões. Em Questão [online]. 2020, vol. 26, no.1, pp. 12-16 [viewed 30 September 2021]. https://doi.org/10.19132/1808-5245261.12-16. Available from: https://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/98781

 

Sobre Édna Timm

Édna Timm é graduanda do último semestre do curso de Biblioteconomia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Bolsista de Iniciação Científica desde 2019, responsável pela editoração eletrônica da Revista Intexto, publicação vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFRGS.

 

Sobre Samile Andréa de Souza Vanz

Samile Andréa de Souza Vanz é professora associada do Departamento de Ciências da Informação, do Programa de Pós-graduação em Comunicação (PPGCOM UFRGS) e do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGCIN UFRGS). Graduada em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1999), mestre e doutora em Comunicação e Informação pelo PPGCOM UFRGS (2004 e 2009), com estágio sanduíche na Dalian University of Technology (China, 2007-2008). Pós-doutorado pela Universidad Carlos III de Madrid (Espanha, 2016). Editora da revista Em Questão (2014 – ). Bolsista de Produtividade do CNPq – PQ 2 CNPq. Desenvolve pesquisas na área de Comunicação Científica, com ênfase na produção de indicadores científicos, bibliometria, colaboração científica, análise de citação, análise de co-citação e rankings universitários. Tem experiência acadêmica e profissional na área de Planejamento, gestão e arquitetura de bibliotecas.

The post Estudo sobre o uso da modalidade de Publicação Contínua na coleção SciELO Brasil first appeared on SciELO em Perspectiva.

Fonte: SciELO
Licença deste conteúdo: