Projeto prevê desconto na conta de luz para abrigo de proteção animal

Vinicius Loures/Câmara dos Deputados
Célio Studart: redução da conta de luz ajudará entidades que salvam animais

O Projeto de Lei 2453/21 inclui abrigos de proteção animal e estabelecimentos congêneres, desde que formalmente inscritos como organização da sociedade civil, entre os beneficiários da Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE).

A proposta em tramitação na Câmara dos Deputados insere o dispositivo na Lei 12.212/10, que trata da TSEE e estabelece descontos na conta de luz. Criado em 2002 para as residências de baixa renda, o benefício prevê para os cadastrados o abatimento de 10% a 65% nos primeiros 220 kWh consumidos mensalmente.

“A diminuição das despesas com energia elétrica impactará positivamente a atividade de ONGs, santuários, abrigos, protetores e veterinários voluntários que salvam milhares de vidas com o resgate e o acolhimento de animais por todo o País”, disse o autor da proposta, deputado Célio Studart (PV-CE).

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; de Minas e Energia; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

10/11/2021 – 13:56  

Vinicius Loures/Câmara dos Deputados Célio Studart: redução da conta de luz ajudará entidades que salvam animais

O Projeto de Lei 2453/21 inclui abrigos de proteção animal e estabelecimentos congêneres, desde que formalmente inscritos como organização da sociedade civil, entre os beneficiários da Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE).

A proposta em tramitação na Câmara dos Deputados insere o dispositivo na Lei 12.212/10, que trata da TSEE e estabelece descontos na conta de luz. Criado em 2002 para as residências de baixa renda, o benefício prevê para os cadastrados o abatimento de 10% a 65% nos primeiros 220 kWh consumidos mensalmente.

“A diminuição das despesas com energia elétrica impactará positivamente a atividade de ONGs, santuários, abrigos, protetores e veterinários voluntários que salvam milhares de vidas com o resgate e o acolhimento de animais por todo o País”, disse o autor da proposta, deputado Célio Studart (PV-CE).

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; de Minas e Energia; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem – Ralph Machado
Edição – Natalia Doederlein

56ª Legislatura – 3ª Sessão Legislativa Ordinária

Fonte: Agência Câmara Notícias