Vila Telebrasília celebra 65 anos com investimentos do GDF

A Vila Telebrasília completa, neste sábado(4), 65 anos. Situada às margens da Via L4 Sul, a comunidade tem como cartão de visitas um disputado campo de futebol sintético. Abriga ruas estreitas, diversas esquinas – o que não é comum na capital – e cerca de 5,5 mil moradores.

Um café da manhã organizado pela comunidade marcou a comemoração da data, na Praça da Resistência, a mais conhecida do local. Antigo acampamento onde moravam funcionários de construtoras que ergueram Brasília, a pequena vila hoje está urbanizada e recebe cuidados do Governo do Distrito Federal (GDF). Serviços intensificados ao longo da semana passada.

O programa GDF Presente reuniu um conjunto de órgãos nos preparativos para a festa de aniversário. Novacap, Detran, Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e a Administração Regional do Plano Piloto participaram. As ruas e quebra-molas foram todos sinalizados. Árvores foram podadas e servidores trabalharam reforçando a capina, a limpeza dos parquinhos e de espaços comuns, além das ações de manutenção de vias e do tapa-buracos.

“Foi um grande mutirão para manutenção e conservação dos espaços públicos da vila. Um cuidado especial para o dia”, explica a administradora Ilka Teodoro. Além disso, as sete praças do bairro também estão sendo reformadas por meio de um projeto da Terracap, que investirá R$ 1,2 milhão na empreitada.

Aos 64 anos de idade, Geraldo conta “ter ganhado na loteria” quando chegou à Vila Telebrasília, em 1974, e construiu sua casa, onde criou três filhos. Fotos: Lúcio Bernardo Jr.

Trata-se de espaços que mexem com a memória afetiva da comunidade. A pracinha da Capela São Pedro Nolasco já está de calçadas novas, paisagismo em andamento e bancos de concreto serão logo instalados. Ali, há três décadas, morava o aposentado Geraldo Arão, 64. Com a construção da igrejinha, ele se mudou para outra rua.

5,5 mil
é o número de moradores da localidade

Tranquilidade e resistência

A família Arão se instalou em 1976 na Vila Telebrasília e de lá não saiu mais. Geraldo, seus quatro irmãos, e os filhos André (31) e Aline (35) são conhecidos na comunidade. “Eu falo que ter chegado aqui na vila e conseguido fazer minha casa foi como ganhar na loteria”, orgulha-se. “Aqui é muito tranquilo, todo mundo se conhece e foi onde criei meus três filhos”, completa.

A próxima praça da lista é a da Resistência, em frente à residência de Neide Peixoto. A aposentada de 65 anos é popular no bairro, onde desembarcou há 41 anos. “No início, aqui era considerada uma área irregular e os governantes queriam nos tirar. Resistimos nessa praça. Era nela que nos reuníamos e pensávamos em soluções”, explica Neide.

Ela se recorda de como a vila mudou nas últimas quatro décadas. “Quando cheguei junto com meu esposo, era muita poeira e barracos beirando o Lago Paranoá. Parecia uma fazenda”, revela Neide. “Com o passar dos anos, ficou bom demais e somos agradecidos ao governo. Melhor que aqui, só o céu”, arrisca.

Creche será construída

Uma benfeitoria que a população logo receberá é a primeira creche da região. Ela será construída em uma parceria do GDF com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e está em fase de licitação. Caberá à Novacap erguer o espaço infantil que terá investimentos de aproximadamente R$ 4 milhões.

E os cuidados estão em dia na vilarejo onde andar a pé é um hábito. Semanalmente, o Polo Central Adjacente 3 do GDF Presente passa pelo bairro do Plano Piloto.

“Temos feito serviços intensos na região. Cuidando de parquinhos, reformando as calçadas, poda de árvores. E tapamos todos os buracos das pistas. Foram 20 toneladas de massa asfáltica usadas para ‘zerar’ as ruas”, finaliza o coordenador do polo, Alexandro César.

Vila Telebrasília celebra 65 anos com investimentos do GDF

Fonte: Agência Brasília